• Jornal Esporte e Saúde

Aluno da Emart lança site com composições autorais



Com dedicação e disciplina, é possível se alcançar um sonho mesmo após a aposentadoria. O aluno da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart), Marcus Moretzsohn, lançou um site para divulgar suas composições, também disponíveis em plataformas musicais. O geólogo carioca, desde 1981 em Macaé, ingressou no Curso Técnico da Emart em 2019, aos 62 anos de idade. Moretzsohn associa o seu desenvolvimento como músico à formação oferecida pela escola.

O site marcusmoretzsohn.com.br começou a ser trabalhado em 2021, com o apoio de Guilherme Mattoso, Red Werneck, Luis Formel e Lis Guedes. Suas músicas têm como base o jazz e a MPB. Integram o site o álbum "Intempéries" (2004), que reúne 10 composições autorais para piano compostas desde a juventude e dois singles, "O Pensamento Voa" (2021) e "Cães Raivosos" (2021) .

No Curso Técnico de Piano da Emart, orientado pelo professor de Piano Popular, Joel Bezerra, Moretzsohn formaliza seu aprendizado em música e desenvolve o seu talento. "A formação musical me completa como músico. Procuro me dedicar ao máximo à escola, porque o estudo exige disciplina. O nível dos professores é excelente. É um curso de alto nível técnico. Inclusive durante a pandemia, tivemos a oportunidade de cursar disciplinas abrangentes em módulos remotos. Sou um músico em formação, porque a minha produção é empírica ", disse.

"Quando ingressei na Emart, certamente era o mais velho da turma. Esta convivência com pessoas mais jovens é salutar e o curso é mais um desafio para mim. O nosso cérebro é um músculo que precisa ser exercitado. Muitas pessoas que se aposentam acabam se acomodando. Mas é preciso fazer alguma coisa para valer. O estudo da música é essencial também para a minha saúde", acrescenta.

O professor Joel Bezerra comenta: "Ele gosta de estar atualizado em relação às tecnologias; faz arranjos, escrita e edição de partituras no computador e mantém a prática de composição. Marcus tem muitos projetos para continuar os estudos em música. Ele é muito ativo musicalmente".


Moretzsohn, que aprendeu a tocar diversos instrumentos com seus irmãos, compôs pela primeira vez aos 12 anos de idade. Ele estudou por conta própria bateria, violão e piano. Aos 15 anos integrou o grupo de rock "Museum", que se apresentou em diversos festivais e shows no Rio de Janeiro. Em 1973, aos 17 anos, ele viveu a sua primeira experiência musical internacional, como membro das bandas "Bainbridge Island Jazz" e "Rock Stage Band", na percussão, participando de festivais no estado de Washington e também no Canadá. Em1984, com seu sintetizador na banda THC, ele participou das gravações do tema original do Rock in Rio.

A sua primeira experiência de aprendizado formal de música foi na faculdade de Geologia, com o professor de piano Leopoldo Tousa. Além disso, entre 1997 e 2004, o compositor foi aluno de piano de Maria Luiza Urquiza Lundberg (Sociedade Musical Macaense). Já de 2006 a 2010, Marcus Moretzsohn integrou os grupos "Armazém do Jazz" e "Jazz Cravo e Canela". Em 2017, ele retornou ao universo da teoria musical, com a professora Ana Miccolis, e mergulhou na produção musical com Sergio Izecksohn, em seu estúdio em casa.



* Jornalista: Andréa Lisboa \ Fotos: divulgação \ Secretaria de Cultura \ Prefeitura de Macaé



Patrocinado:





8 visualizações0 comentário