• Jornal Esporte e Saúde

“Agora é hora de olhar pro gás”


Ao participar da abertura da 10ª edição da Brasil Offshore, o prefeito Dr. Aluizio destacou que a geração de novos postos de trabalho ainda precisa ser o principal resultado das mudanças estratégicas e políticas, ocorridas na indústria de óleo e gás no Brasil.




O prefeito destacou o potencial da transformação do gás produzido na Bacia de Campos em energia, através da instalação de termelétricas na cidade, afirmando que a perseverança da indústria offshore instalada em Macaé, ao enfrentar cenário de recessão desde 2014, é a garantia de que o setor tem o potencial necessário de se reerguer.

“Já produzimos 84% do petróleo nacional e hoje chegamos a 47%. Geramos muitos royalties, mas vivemos o cenário do desemprego. A indústria precisa dizer que temos mais 10 anos de produção. E óleo só vale quando vira barril. O emprego só existe neste formato”, destacou.

O prefeito afirmou também que a Brasil Offshore se tornou, nas últimas três edições, o espaço ideal para se discutir medidas que garantiram passos importantes para a reestruturação do mercado de óleo e gás.

“O momento agora é do gás. A primeira grande pauta da feira foi a quebra do monopólio. Já discutimos também os campos maduros, agora está na hora da virada”, apontou.

Dr. Aluízio apontou ainda que a união de forças entre as cidades que participam da cadeia de óleo e gás é fundamental para a construção de um novo ciclo virtuoso para a região, construindo, assim, de forma direta, a reestruturação do mercado offshore.

“Existe uma frase popular que diz por cima do medo, coragem. Mandela diz que coragem não é a ausência do medo. E, pela resiliência, o que marca a indústria do petróleo é a coragem. Agora, tudo que é preciso é devolver o emprego ao Estado”, defendeu o prefeito.


* Comunicação Macaé/Foto: Maurício Porão.







4 visualizações0 comentário