top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Aedes aegypti: Macaé divulga 1º resultado do Liraa 2024

Os cidadãos podem entrar em contato pelo Disque-Dengue: 0800.022.6461 ou pelo Dengue Zap (22) 2772.6461 / Foto: Bruno Campos


A prefeitura, por meio da Coordenadoria Especial de Vigilância Ambiental em Saúde (Cevas), da Secretaria Municipal de Saúde, informou, nesta sexta-feira (19), o resultado do primeiro Levantamento do Índice Rápido para Aedes aegypti (Liraa) deste ano emitido pela Secretaria Estadual de Saúde. O município de Macaé registrou Índice de Infestação Predial (IIP) médio de 1,4% estando em situação de alerta para os riscos da dengue, conforme parâmetros do Ministério da Saúde, levando em conta, principalmente, o período chuvoso.


O coordenador da Cevas, Luan Campos, informou que, com base nos resultados obtidos neste primeiro Liraa de 2024, serão intensificadas as ações educativas da Cevas com ênfase nas escolas, órgãos públicos, empresas e nos meios de Comunicação com instruções de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Ele destacou que a Cevas já realiza ações de controle do vetor, através de visitas domiciliares e mutirões também em estabelecimentos comerciais. O foco do trabalho inclui, ainda, educação em saúde nos bairros da cidade e na região serrana, priorizando os pontos de maior circulação de pessoas. “É bom destacar que 90% dos focos de mosquito Aedes estão dentro das residências. O fumacê/UBV seguirá os cronogramas semanais priorizando os bairros com maior número de casos e notificações”, disse o coordenador.


Campos observou, também, que têm predominado e influenciado para este índice no município os depósitos em nível de solo como caixas d 'água, bombonas, baldes e reservatórios a céu aberto. A recomendação dos agentes de endemias é verificar se há água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas e outros recipientes que acumulam água, pois esses locais são propícios para a proliferação do mosquito. Também serão intensificadas ações de mobilização social nos bairros com maior índice e reforçado trabalho nos períodos que antecedem os feriados; entre outras frentes de atuação da Cevas.


O IIP é um indicador que mede a quantidade de imóveis com larvas do mosquito e o Liraa é um método simplificado para obtenção rápida de indicadores entomológicos e permite conhecer a distribuição do vetor. O sistema auxilia as análises e fornece informações sobre os índices predial, que são os imóveis positivos, e também sobre depósitos e recipientes positivos, com vistas à otimização e direcionamento das ações de controle do mosquito.


Este primeiro levantamento do ano começou no dia 8 deste mês e o trabalho contou com a atuação de 120 agentes da Cevas. O coordenador do órgão destaca que é importante a colaboração da população para um resultado efetivo das ações. Além de serem receptivos com os agentes, que atuam uniformizados fazendo a coleta da amostra e eliminando os focos do mosquito, em caso de dúvida, os cidadãos devem entrar em contato com o órgão pelo Disque-Dengue: 0800.022.6461 - a ligação é gratuita – ou pelo Dengue Zap (22) 2772.6461.


A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. A doença não tem tratamento específico, causa sintomas como febre alta e dores no corpo e pode até matar. A sua incidência aumenta no verão, em dias quentes e úmidos. Por isso, é preciso acabar com os criadouros do mosquito.


SERVIÇO:


Coordenadoria Especial de Vigilância Ambiental em Saúde (Cevas)

Rua Vereador Abreu Lima, nº 425, Centro

Disque Dengue: 0800.022.6461

Dengue Zap (22) 2772-6461


* Texto: Jornalista Elis Regina Nuffer / Comunicação Macaé


Divulgação:


Macaé / RJ


Macaé / RJ


Macaé / RJ

9 visualizações0 comentário
bottom of page