• Jornal Esporte e Saúde

Adolescentes do Programa Nova Vida são treinados para habilidades sociais

Adolescentes do Programa Nova Vida são treinados para habilidades sociais



O treinamento acontece nesta quarta-feira (30), no auditório do Hotel de Deus, no período da tarde e visa instrumentalizar os adolescentes para uma melhor desenvoltura nos relacionamentos interpessoais e consequentemente, melhor desempenho na vida familiar, escolar e laboral.

De acordo com a psicóloga do programa, Raquel Aquino, a capacitação ocorre toda quarta-feira, em formato de Oficina em dinâmica de grupo e tem como recursos principais a informação, reflexão, trabalho de significados afetivos e vivências. “Trata-se de uma intervenção psicossocial com intuito de acolher as dificuldades de caráter interpessoal e capacitar os adolescentes. O treinamento de Habilidades Sociais promove encontros semanais, por um período de dois meses. A relevância deste projeto se dá pelo fato de que as habilidades sociais tem se tornado um fator diferencial na inclusão de profissionais no mercado de trabalho”, informou Aquino.

Ela explica que o treinamento de Habilidades Sociais é capaz de instrumentalizar os adolescentes para uma melhor desenvoltura nos relacionamentos interpessoais e consequentemente melhor desempenho na vida familiar, escolar e laboral.

São formadas cinco turmas com até 10 adolescentes, havendo prioridade para os que apresentam demanda de atendimento psicológico. Atualmente, o Nova Vida conta com 49 adolescentes, de 14 a 17 anos e 11 meses. À medida que completam a maioridade eles vão sendo desligados do Programa, concebido pela secretaria de Desenvolvimento Social Direitos Humanos e Acessibilidade (SDSDHA).

Segundo o coordenador do Programa Nova Vida, Douglas Fontes, no momento o programa aguarda a publicação do edital para novo processo seletivo e então o projeto de treinamento seguirá com os adolescentes que ingressarem no Programa.

- Nossa meta é contribuir com o crescimento do adolescente seja na vida profissional ou na vida pessoal. Assim, o treinamento de Habilidades Sociais que realizamos e as outras capacitações sempre visam oportunizar melhoria de vida, isso porque o lema do programa é ‘Incluir para capacitar’ e se baseia na Lei Municipal 2.606/2005, que permite aos adolescentes aprendizes atuarem na área administrativa da prefeitura e em órgãos federais -, ressalta Douglas.



* Jornalista Lourdes Acosta \ Fotos: divulgação \ Comunicação Desenvolvimento Social

3 visualizações0 comentário